Como Fazer Cerveja Artesanal

Cerveja Artesanal

ArteBrew Malte Pilsen Agraria Weyermann Como Fazer CervejaCerveja Artesanal
No Mercado Livre BrasilKit Cerveja ArtesanalProdução De Cerveja Artesanal 10 A 60 LitrosBares De Cervejas Artesanais No Rio De Janeiro Cerveja Artesanal

Para fazer cerveja artesanal vai precisar de duas panelas de alumínio de 36 litros com torneira (uma com fundo falso), um fogareiro com duas bocas, uma balança digital (1gr de precisão), um moinho de cereais, uma válvula airlock para galão de água mineral, uma colher de pau com cabo longo, uma prensa para fechar garrafas e de um termómetro para alimentos.

fazer cerveja em casa

São 2 caldeirões, um no tamanho N36 que tem volume aproximado de 32 L e um caldeirão N32 que tem um volume aproximado de 22 L.

Eu escolhi esses dois tamanhos, porque no primeiro passo do processo de fabricação (Brassagem), é necessário apenas volume entre 12 e 16 litros para colocar malte, e ficar de repouso pelo tempo de 60 à 90 min dependendo do estilo da cerveja.Além de toda essa diferença entre as cervejas fazerem com que a cerveja artesanal seja mais cara, outros faties também são consideráveis como, por exemplo, a dificuldade na logística para comercialização, cobranças excessivas de impostos entre vários outros fatores, mas embora tudo isso faça com que a cerveja artesanal seja mais cara ela continua ainda sendo a melhor opção, pois você mesmo pode fabrica-la em casa.

Cerveja Artesanal

Entre as cervejas do tipo Ale em que as leveduras ficam boiando sobre líquido, muito populares na Inglaterra, estão as mais encorpadas e vigorosas, com marcante frutado, embora possam variar muito em estilo (doces ou amargas, claras ou escuras) como as Blond Ale, Pale Ale, Brown Ale, Bitter, as Porter e as Stouts (cervejas pretas fortes com creme muito denso), entre outras.John Palmer, um dos meus gurus da cerveja, resumiu em seu livro How to brew” processo de produção da cerveja artesanal em cinco etapas: 1 – malte de cevada é mergulhado em água quente para liberar açucares, 2 – a solução de açúcar do malte é fervida com lúpulo que confere amargor e outros aromas característicos, 3 – a solução é resfriada para adição do fermento (levedura) e início da fermentação, 4 – a levedura fermenta os açucares liberando gás carbônico e álcool etílico e 5 – quando a fermentação principal termina a cerveja é engarrafada com uma pequena quantidade da açúcar para carbonatar.

Existem três tipos de harmonização: de contraste, quando as características da cerveja e do prato se equilibram pela diferença, por exemplo, um prato salgado com uma cerveja com toques mais adocicados; de semelhança, quando os dois possuem as mesmas características, como uma cerveja mais ácida com pratos cítricos; e por corte, quando alguns elementos da cerveja como a carbonatação, amargor, álcool cortam” os sabores e gorduras do prato e limpam paladar, exemplo disso é uma cerveja com alta carbonatação com pratos mais gordurosos.

Seu aroma, sabor e corpo, proporcionados por sua fórmula composta de puro malte, milho e uma dose equilibrada de lúpulo, compõem as características das cervejas tipo (ale) alta fermentação que são, sem dúvida, as mais famosas do mundo, como por exemplo as produzidas na Bélgica pelos monges trapistas da Abadia de Scourmont, produzida de forma artesanal desde 1862.

Aprenda aqui como fazer cerveja artesanal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *